sexta-feira, 29 de maio de 2015

Ex- presidiário é assassinado no interior de sua residência

SÃO DOMINGOS: A trajetória criminosa do ex-presidiário Josenildo dos Santos, vulgo “Nildinho”, de 20 anos de idade chegou ao fim na tarde desta sexta-feira (29), na Travessa Amaro Pereira Muniz (Rua de Alvo), próximo da Rua da Roseira, no Distrito de São Domingos em Brejo da Madre de Deus. Segundo informações o algoz, que ainda é desconhecido, efetuou pelo menos um disparo de arma de fogo que atingiu um dos olhos do “Nildinho”, que estava no interior de sua residência e era considerado um dos criminosos mais perigosos daquela localidade, tendo sido apontado como o autor de pelo menos cinco homicídios, sendo que 4 dos crimes de morte foram cometidos quando o mesmo era menor de idade.
 Ele foi preso pela última vez em 14 de fevereiro de 2013 em uma operação realizada pelo oficial de operações GATI, ROCAM, e as guarnições ordinárias e na ocasião, confessou a imprensa naquela oportunidade a sua participação nos crimes onde foram assassinados os populares Digão, Zé Torrão, Diguinho, Lambinho e Luquinha, sendo todos estes homicídios registrados em Santa Cruz do Capibaribe e no Distrito de São Domingos. 
Na época desta prisão ele foi encontrado portando um revólver calibre 38, com três munições intactas. 
Até o momento a autoria e a motivação do crime são desconhecidas, mas tudo leva a crer que o crime aconteceu em conseqüência da vida marginal que ele levava. Nildinho era temido em São Domingos e Santa Cruz e segundo informações, era muito frio e violento com as suas vítimas. 
O corpo da vítima foi encaminhado para o IML de Caruaru. (FONTE: Blog Agreste Notícia / Blog do Jota Lima)


HOJE É O DIA DELES! FELIZ ANIVERSÁRIO!

 
 
 
 
A equipe do Blog do Elisberto Costa deseja aos aniversariantes MARAISA LEAL, TOMÉ LUAN, SIDNEY LIMA, CRISTINA DIAS, SOLANGE MARIA, GINEIDE CHAGAS, JOICE RAFAELLY, ELIZABETE LIMA, DANILA JORDÃO, KALINE LIMA, SUZI ARAUJO, MARIA ANUNCIADA, ELIDA NUNES, MARIA CLARA e WERNNER HUDSON muita paz, saúde, sucesso e que todos os seus sonhos possam se tornar realidade! Feliz Aniversário!

PAISAGENS DE UMA CIDADE GRANDE

*Dr. Paulo Lima

Não sei se vocês já notaram, mas, vez por outra começo os meus escritos numa espécie de diálogo. É que, deste modo, tenho a sensação que ficamos mais próximos, posto que poucos são os que converso ao vivo, vez por outra e não, através de uma folha de papel. Seria muito bom se todos pudéssemos ter uma convivência mais próxima, mas a distância, os afazeres, enfim, as contingências da vida não nos permitem. Por isto mesmo, quando sinto necessidade converso com vocês através de uma folha de papel, como agora.
Pois bem, dia desses precisei me deslocar da casa onde moro, aqui em Olinda, até o bairro dos Aflitos, para resolver um assunto de saúde. Há muito, a travessia entre a "Marin dos Caetés" e a "Veneza Brasileira" tornou-se uma verdadeira "via crucis", por conta do trânsito, que, a cada dia que passa se torna mais intenso e agressivo. Não é fácil, mesmo porque sabemos que a cada dia que passa esta praga da modernidade, que alguém achou por bem dar o nome de automóvel, está expulsando das ruas as pessoas, posto que até caminhar pelas calçadas se torna temerário frente o perigo de ser atropelado por um condutor menos atento, ou apressado.  Até em cidades como a nossa "Princesa do Agreste", agora mais conhecida como a "Capital do Forró", ou mesmo a "Capital da Sulanca" ou algumas de suas vizinhas, de menor porte, como minhas cidades, Vertentes e Taquaritinga, antes até certo ponto tranqüilas e bucólicas, já foram há algum tempo invadidas pelas tais máquinas da modernidade. São os tempos, diriam vocês. Pois é. Mas, voltemos ao que interessa.
Ao chegar ao bairro do Espinheiro tive que diminuir ainda mais a velocidade do meu carro, em razão do trânsito, e de repente comecei a perceber como nos últimos tempos a paisagem destas duas cidades mudou. Olinda nem tanto, mas principalmente o Recife, e se alguém for alçado a uma altura razoável daquele amontoado de edifícios, vai ter a nítida sensação de que nossas cidades foram como que espetadas por estacas, tal qual uma tábua de pirulitos. Será que alguém ainda vende pirulitos por aí? Faz anos que não vejo um vendedor de pirulitos... Como o meu carro estava praticamente parado olhei para o alto e lá estavam eles, os edifícios - alguns com fachadas interessantes, mas, a maioria deles, nem tanto - pontilhados por minúsculas janelas que mal dão para uma pessoa se espremer. Numa delas vi um senhor de aproximadamente 75 anos, com olhar fixo, sem brilho, dirigido para adiante, e fiquei a pensar: o que estaria vendo aquele senhor de olhar distante, já que a sua visão não pode atravessar aqueles paredões de concreto?   Estaria ele a sonhar?   Certamente não.
Deve ser muito triste a gente morar numa dessas "casinhas de pombos", após a chegada da velhice, aprisionado entre quatro paredes e não tendo, sequer, o que visualizar além de tantos outros edifícios a empatar a nossa vista e fico a pensar como é bom morar numa casinha no mato, distante de tudo isso. Sim, pois nem mais nossas cidades interioranas estão livres desta paisagem, pois Caruaru, por exemplo, já começa a ser espetada... É o progresso, diriam vocês.
Finalmente cheguei ao meu destino, o bairro dos Aflitos. Estacionei o meu carro atrás da clinica médica e, ao descer, vi à minha direita um majestoso e imponente pé de cajá, carregadinho de frutas, algumas maduras caídas no chão, exalando aquele cheio gostoso que só sabe e sente quem nasceu e cresceu no interior. A árvore devia medir uns dez ou quinze metros de altura e, quanto ao seu tronco, se três pessoas se dessem às mãos certamente não o abraçariam totalmente. Parei um pouco e fiquei a olhar por alguns instantes aquela maravilha da natureza, quando de repente fui sacudido por um canto de um sabiá, que vinha de um manguezal, vejam vocês, e só aí pude perceber que estava às margens do Rio Capibaribe, o nosso "Rio das Capivaras", que nasce em terras agrestinas, mais precisamente em Poção - lá, quando o rio não está seco suas águas são límpidas - e vem desaguar justamente na nossa "Veneza Brasileira". Mas, ao olhar por entre os galhos e folhas dos manguezais pude perceber e ver, que, muito embora o rio serpenteie entre manguezais, numa paisagem relativamente bucólica, encontra-se cercado, mais adiante, por uma infinidade de paredões de concreto, e o líquido que escorre no seu leito tem a cor da morte e o odor de lama fétida e apodrecida, decorrente do envenenamento de suas águas ao longo dos anos, fruto da ação insensata do homem.
E fiquei a imaginar, que, se ao menos aquele velho senhor pudesse olhar para o rio, entrecortado pelo manguezal, e ouvir o canto de um sabiá ou de um bem-te-vi, o seu olhar não esbarraria num paredão de concreto e, quem sabe, até poderia sonhar...


*DR. PAULO ROBERTO DE LIMA é graduado em Filosofia pela Universidade Católica, bacharel em Direito pela Faculdade de Direito do Recife e advogado.

Mulher é assassinada pelo marido com 9 facadas

BEZERROS: O efetivo da Polícia Militar de Bezerros, foi acionado pela permanência da 3ª Companhia para verificar um homicídio no início da madrugada da terça-feira (26), na Rua Projetada, no bairro Santo Amaro II, chegando no local foi constatada a veracidade do fato. A vítima, Dayana Sousa Santos, de 24 anos, foi morta em casa pelo marido, identificado apenas por “Cícero Burrego”, que segundo familiares ele foi na casa dos mesmos informando que a havia matado, se evadindo do local logo em seguida. Ainda de acordo com familiares o motivo do crime foi ciúmes. A vítima foi lesionada por 9 golpes de faca peixeira que atingiram o tórax, costas, braços e face. Foi feito o isolamento do local, o I.C foi acionado e fez o levantamento cadavérico. O corpo da vítima foi encaminhado para o IML de Caruaru. O assassino está foragido. (Por Blog do Adielson Galvão)

Sindicato dos músicos reclama novamente de atrasos de pagamentos de artistas

RECIFE: Prefeitura e artistas que se apresentam durante as festividades municipais travam um novo embate. O atraso nos pagamentos dos músicos que fizeram shows durante o período carnavalesco de 2015 é a mais recente - e antiga - pauta de reivindicação. Segundo o presidente do Sindicato dos Músicos, Eduardo de Matos (FOTO AO LADO), a Fundação de Cultura Cidade do Recife (FCCR) está sendo negligente diante das reclamações dos artistas. “A gente já procurou, fez diversas reuniões com o presidente da fundação e não tem nenhum retorno sobre o pagamento dos cachês do Carnaval 2015. Eles dão uma desculpa atrás da outra, dizem que começaram a pagar, já encaminharam os empenhos, mas é tudo muito tímido ainda”, afirmou o presidente, ressaltando que a última reunião deveria ter sido realizada na sexta (22), mas não aconteceu devido a um atraso do presidente da FCCR, Diego Rocha.
Eduardo afirmou que recebeu um oficio por parte da prefeitura em que consta que o chefe do Executivo Municipal, Geraldo Julio, só assinou a autorização dos pagamentos no dia 23 de abril. Ainda de acordo com o documento encaminhado ao sindicato em 18 de maio, 260 apresentações do Carnaval já teriam sido quitadas. “A prefeitura anunciou anteriormente que já tinha pago R$ 4,7 milhões referente as apresentações. O que acaba sendo controverso, pois diante de um universo de apresentações apenas 260 foram pagas, quer dizer que eles só regularizaram os pagamentos das maiores”, avalia.
Dentre os artistas e produtores citados pelo sindicato que ainda não receberam os cachês referentes às apresentações de Carnaval estão a Orquestra Contemporânea de Olinda, Nonô Germano, Maestro Ademir Araújo, Carlinhos Caetés, Jaraguá Produções, Página 21 Produções e QG Produções. “É uma coisa que acontece sempre. Já faz parte da cultura colocar o artista em último plano. A burocracia todo ano impera. Sem falar que também a falta do dinheiro faz com que eles enrolem a gente e peçam cada vez mais documentos. O excesso de burocracia está emperrando a máquina da cultura”, afirma o empresário artístico Luiz Carlos Filho, mais conhecido como Lulinha (FOTO AO LADO). De acordo com Lulinha, que também é empresário de Nonô Germano, o show do cantor foi alocado no sistema com um valor inferior ao pagamento devido. “Colocaram o valor do show de Nonô como menos da metade do que vale, sem contar que faltou a inclusão de uma apresentação. E para resolver isso exigem uma série de documentos”, comenta o empresário, completando que outros artistas, como Marrom Brasileiro (FOTO ABAIXO), também não receberam o cachê.


 “Dessa vez eles estrapolaram os prazos. Chegou em junho e eu não recebi um real, nem da Prefeitura de Olinda, do Recife ou do Governo do Estado. Também sou empresário de Liv Moraes e ela só recebeu uma parte. Não estou aqui para ‘bater’, porque a Secretaria de Cultura e a Fundação são abertos ao diálogo. O problema está quando esbarra no jurídico, na Secretaria da Fazenda e de finanças”, conclui o produtor Lulinha.
Após as constantes reclamações, a Prefeitura do Recife marcou uma reunião com o sindicato para esta quinta (28), às 15h, com a participação do secretário-executivo de Governo e Participação Social do Recife, Gabriel Leitão. “Na condição de representante do governo, vamos pedir para que eles se pronunciem, pois já esgotamos as negociações com a Fundação de Cultura”, disse Eduardo.
TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA: Para acabar com este problema de atraso recorrente, o Sindicato dos Músicos procurou o Ministério Público e a Delegacia do Trabalho para pactuar e formalizar o período para quitação das apresentações dos artistas por parte das prefeituras e Governo do Estado. Segundo Eduardo, será discutida a elaboração de um Termo de Ajustamento de Conduta, para garantir o cumprimento dos prazos. “Já que o governo não vem atendendo às expectativas da gente, temos que ter o respaldo judicial para que os prazos sejam cumpridos, pois não se trata de um caso isolado”, afirmou o presidente, completando que o Superintendente Regional do Trabalho e Emprego em Pernambuco, André Luiz Negromonte, está disposto a integrar a mediação desse acordo. “Ele está disposto a sentar à mesa com a Prefeitura, Governo, Ministério Público para fazer esses ajustes e pactuar essa questão do prazo para a realização dos pagamentos”.


Outra questão levantada pelo presidente do sindicato dos músicos foi a possível ‘negligência’ por parte das prefeituras e Governo do Estado, referente ao recolhimento de FGTS E INSS. Ele alega que a prefeitura não exige comprovação das produtoras do pagamento dos devidos tributos. Desta forma, ele acusa o Executivo estadual e municipal de compactuar com a sonegação fiscal. “Eles não exigem nada das produtoras, deixando os músicos vulneráveis em relação aos benefícios que todo trabalhador tem, como pagamento do FGTS, INSS, comprovação de vínculo em carteira ou nota contratual. Assim, os gestores estão contribuindo com a informalidade, mas principalmente estão sendo coniventes com a sonegação fiscal, evasão de divisa, enriquecimento ilícito e até atestando improbidade administrativa”, disse Eduardo Matos, declarando que o governo está sendo controverso quando exige tais comprovações de empresas das empresas de engenharia, que só recebem quando prestam conta. (FONTE: Pernambuco. IG.Com)

quinta-feira, 28 de maio de 2015

HOJE É O DIA DELES! FELIZ ANIVERSÁRIO!

 
 
 
 
 
 
 
 
A equipe do Blog do Elisberto Costa deseja aos aniversariantes VERA ARRUDA, SANDRA CRISTINA, LAÍS VITÓRIA, BRUNO LUCIANO, GLÁUCIA LUCENA, ILZE CAVALCANTE, ALEXSANDRO ALAMBERG, ARIANE LEAL, EDUARDO FONSECA, ALANA REGINA, RUANA COSTA, CLECIANE SANTOS, CÍCERO NUNES, MATEUS ANDRADE, GRACIETE BEZERRA, AMARA MARIA, IVONEIDE RYAN e FRANCISCO JOAQUIN muita paz, saúde, sucesso e que todos os seus sonhos possam se tornar realidade! Feliz Aniversário!

Rebelião na Funase termina com 2 mortos e 12 feridos

CARUARU: Dois reeducandos morreram e doze ficaram feridos em uma rebelião que ocorreu em duas alas da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) em Caruaru, no início da noite desta quarta-feira (27). Segundo o assessor de imprensa do 4º BPM, Capitão Edmilson, os internos mortos foram Maurício Manoel dos Santos, vulgo Lalinha, de 17 anos (FOTO AO LADO), que morava no bairro de Santa Cruz do Capibaribe que foi morto a facadas além ter a cabeça decapitada e Talmir Alves Cavalcante, de 16 anos, que morava em Caruaru e morreu carbonizado. 
De acordo com o comandante do 4º BPM, Tenente Coronel Clenildo Nunes(FOTO ABAIXO), houve queima de colchões na principal entrada da unidade e tudo foi controlado pela Polícia Militar com o Corpo de Bombeiros por volta das 20h30. Os feridos foram encaminhados para o Hospital Regional do Agreste (HRA) e os corpos foram levados para o Instituto de Medicina Legal (IML) do município.
A Corregedoria da Funase abrirá sindicância para apurar os fatos e as responsabilidades, de acordo com assessoria de imprensa. Em nota, esta afirma que “os familiares dos adolescentes feridos e dos mortos terão todo o apoio e suporte necessário tanto sobre informações quanto para o funeral”. O Instituto de Criminalística deve realizar a perícia e a Polícia Civil investigará o caso. Devido à última rebelião, a instituição aumentou a frequência das revistas e alguns internos foram transferidos para outras unidades no Estado, mesmo assim numa dessas revistas foram encontradas 24 facas dentro da unidade. (FONTE: Blog Adielson Galvão / Blog do Jota Lima).